Agenda em Brasília (quarta-feira,13 de março de 2019)

Compartilhe:

A primeira audiência da quarta-feira  foi no Programa Calha Norte (Ministério da Defesa) com Brigadeiro Dantas e o Comandante Almeida. Duas figuras extraordinárias que cuidam da pobreza do Amazônia. São responsáveis por 48% do Território Nacional. São gigantes, e o pessoal deles é um pessoal antigo, que têm muito conhecimento. Nós fomos levar dois pleitos da prefeitura de Cacoal. O Brigadeiro Dantas interessou, de imediato. Disse que vai dar uma solução. Agora nós vamos comunicar a prefeita, para fazer um retoque bem rápido no projeto. Atender as exigências em duas semanas, e a gente concluir a missão. Eu estou aqui a serviço do município de Cacoal.

 

Tivemos uma reunião da bancada federal na Câmara dos Deputados com o novo gestor da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Alfredo Meneses. Ela está sucateada. Os funcionários estão desmotivados e sem autonomia. Velhos hábitos, velhas leis. Falta uma modernização. É voltada apenas para o mercado interno. Eu acho que o governo do Amazonas deve preparar a Suframa e o setor industrial para as exportações. Deve ser uma Zona Franca, como é utilizado no sistema de Hong Kong, na China, onde as mercadorias vão para o mundo inteiro. Então se quisemos fazer uma equivalência tem que mudar o conceito completamente de Zona Franca. Ela já tem 52 anos. No meu ponto de vista, a gente deve ajudar no sentido de não continuar com a mesma coisa, mas ter uma abrangência da Amazônia Ocidental e também uma mudança de perfil, uma mudança de imagem.

Também recebi o Silvênio, Prefeito de Cabixi. É nosso amigo, do nosso partido. Cabixi está localizada no Cone Sul. É uma região muito rica. De produção de grãos, milho e soja. Tem também um intercâmbio forte com o Mato Grosso. O município é colado na região de Pontes Lacerda e Comodoro. A população quer fazer uma interligação com Mato Grosso para que se torne mais fácil o escoamento da produção de grãos de Mato Grosso. Vai aumentar muito a produção, porque a falta de estradas, saindo por Cabixi vai ser mais fácil. Acho que vai dar uma alavancada na riqueza no município. Também tratamos de outros assuntos menores que o município precisa, como um silo para armazenar milho. É também um assunto que pode ser resolvido lá pelo Estado, com recursos lá do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FIDER), incentivo fiscal, para esses investimentos. Orientei o Silvênio para procurar os deputados  Ezequiel Neiva e o Chiquinho da Emater para ajudá-lo.

Os vereadores Saulo e Kiko, de Cerejeiras, também estiveram comigo. Cerejeiras  é grande produtor de grãos, e eles estão passando um sufoco por falta de armazéns, inclusive o mecanismo de descarregar as carretas, chega a demorar entre três e quatro dias, porque os silos são pequenos e eles têm que descarregar na medida que vai esvaziando. Eles precisam de um silo de grande capacidade pra ir armazenando e descarregando a soja e o milho da safra. Eles vieram mais com esse objetivo, além de um pedido de investimento na área de educação básica. Parquinhos e laboratórios para o ensino fundamental e pré-escolar.

O município de Alta Floresta esteve representado nessa quarta-feira, aqui em Brasília pelo vereador Maurão da Gease e pelo Nelson, presidente do PSD local. Eles são de áreas de assentamento e representam segmentos pobres, segmentos de agricultores familiares. Vieram de longe conhecer o Senado. Têm uma esperança enorme de chegar aqui e serem bem acolhidos. Pessoas simples, pessoas que vêm do pesado, da agricultura, do machado, da foice. O discurso deles é levar benefícios pra atender suas comunidades. É de uma legitimidade incrível os pleitos para Alta Floresta. Nós vamos dar o retorno pra eles. A Poly Ana me representa na região, e eu, depois vou fazer uma visita para eles, lá no sítio, na comunidade, lá nos índios produtores de café. Produzem um café de altíssima qualidade.

Conversei com o Felipe Gaspar,  menino que tem um autismo leve, e ao mesmo tempo é um superdotado. Passou no vestibular de engenharia na UNB. Estuda sozinho. Invade a matemática, invade o mundo da engenharia. Sozinho ele vai avançando com uma  inteligência acima da média. A maioria dos professores não está preparada para trabalhar com meninos que possuem essas características especiais.  A gente tem que ir falando para abrir a “cabeça” das universidades. Se a universidade não entende ainda esses jovens, quanto mais as escolas públicas comuns. É impressionante o  que esses meninos questionam. O mundo que eles navegam é realmente fascinante. Eu achei muito bonito e emocionante ouvir o Felipe.

Os vereadores Edilson e Procópio, de Ji-paraná, estiveram comigo. São vereadores atuantes, um da área rural e outro da área urbana. Preocupados com o município. Eu fui aliado deles como Governador do Estado, amigo deles, amigo de Ji-Paraná. Eles vieram trazer alguns pleitos. Tão logo eu tenha condições no Senado, porque estou começando agora, e i rei atendendo esses vereadores amigos.

 

Um grupo de vereadores atuante de Alto Alegre dos Parecis esteve comigo. Adelson Marcelino, Lula do Assentamento, Cido Mota e o Zezão, presidente da Câmara. Vereadores corajosos, de uma região de agricultura familiar, de um município grande, muito sofrido porque não tem estrada. Nesse período de chuva é uma loucura. Os vereadores saem de lá, de tão longe e não é fácil para eles vir aqui, de gabinete em gabinete, procurando sensibilizar os senadores e os deputados federais para ajudar o município. Eles são realmente merecedores de toda a atenção. Na foto,  junto com a professora Maria Eliza, minha primeira suplente no Senado.

Recebi o Marcão, vereador de São Miguel do Guaporé. Ele foi presidente da Câmara de uma cidade que a gente gosta muito. O Marcão tem uma longa experiência na legislatura municipal. O irmão dele, o Ailton também já foi vereador no município. O Marcão trouxe um pleito de São Miguel. Se Deus quiser atenderemos no momento certo, porque agora estou chegando e ainda não tenho emendas, mas brevemente darei resposta a ele. E ao município.

 

 

A  prefeita Leonilde Garda, de Seringueira também esteve comigo. Ela pediu pra eu interferir na  conclusão do maravilhoso hospital local, que foi iniciado. Entrei em contato com técnicos do Estado de Rondônia pra dar uma resposta direta a ela. A prefeita está apreensiva por férias coletivas, atrasos de pagamentos, e ela precisa do hospital, que é muito bonito e ela quer a obra concluída o mais rapidamente possível. Inclusive ela já tem o dinheiro para os equipamentos. O outro assunto é que Seringueiras é um município muito produtivo, de muito gado, muita agricultura familiar, muito café, muita castanha, muito extrativismo. Uma região maravilhosa. Então ela veio buscar apoio. Ela quer calcário, calcário para os pequenos, médios e grandes produtores, para aumentar a produção e a riqueza do município.

 

 

 

Compartilhe: