A única forma rápida para ajudar o município de Guajará-Mirim, será o Governo do Estado concluir o hospital, credenciá-lo a uma OSS (Organização Social da Sociedade Civil) e assumir todas as despesas da saúde curativa daquele município, que hoje, consome mais de 30% do seu orçamento. E a partir desta atitude (que infelizmente, não pude implantar, pelo atraso da obra) virá gradativamente o equilíbrio de suas contas. Ao mesmo tempo, que no estreito espaço do seu território, possa se desenvolver as diversas atividades produtivas: o plantio do açaí, do café clonal, do abacaxi (que é uma dos mais saborosos do país), a piscicultura, além do comércio de vizinhança. E com o correr do tempo, não se sabe quando, há de vir os pagamentos pelos serviços ambientais, pelo sequestro de carbono e por todos os benefícios que o município contribui com o mundo, porque seu espaço territorial corresponde mais de 90%  de floresta tropical densa.

COMPARTILHAR