PÁTRIA AMADA BRASIL!

Pátria amada! confesso que vou comemorar.  Paulão colocou uma enorme Bandeira do Brasil, no alto da caixa d'água,  em...

POESIA (Com Displicência) Jana Lima – Cacoal

Com a displicência de quem compartilha uma chance as tintas se misturam na festa das nuances os pigmentos primários ficaram nas...

ESPINHA E CONSTRANGIMENTO

Boca, bendita boca, maldita boca, que serve pra tanta coisa boa. O beijo, por exemplo, as palavras de amor,...

Poesia (A inaceitável realidade)

8 de abril de 2004 Voa passarinho e arrasta a lesma fria. Segure o bordão do tempo, que lhe corrói os...

POEMA (INCERTEZA)

26 de dezembro de 2003 Vontade muda como a nuvem. Quero um queijo. A  minguante. Um beijo Melhor jogar. Construir sua aventura. Ao menos se ilude...

Poesia (O que posso fazer?)

Poesia escrita em 15 de dezembro de 2007 O piloto mandou o co-piloto avisar Que tudo está bem no ar Que tem...