Não sei se a poesia pode ser feita de futuro, pois poesia tem gosto do passado e pontadas de presente. Mistura coisas boas com as ruins. Paixões com desilusões. Beijos com dores.

A poesia deve flechar o coração ou dizer das coisas pueris.

Poesia não encaixa em nada, nem arte, nem discursos, muito menos racionalidade. Eu acho poesia um descaminho nas viagens, pra dentro e pra fora. Ela revira o homem ao avesso. E a mulher, na poesia, tem de ter endoidecimento.

COMPARTILHAR

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui