Confúcio Moura
Médico, escritor, cronista
educador e apaixonado por Rondônia

Vó Joaquina

Miúda, compenetrada, era de poucas palavras. Seu olhar impunha respeito e autoridade. Crianças deviam entrar mudas e sair caladas. Falar, só quando fosse lhe dada a vez. Resto de comida no prato, intolerável. Desperdícios, nunca eram permitidos. Tudo se reaproveitava, desde a banana passada do ponto que se transformava em picolés, até vestidos antigos, em […]

Seu Carlos – parteiro à moda antiga

Seu Carlos foi enfermeiro na Vila de Ariquemes. Veio com a leva dos amigos, soldados da borracha, para serviços gerais de saúde. Ficou pelos seringais por anos a fio e depois pegou um emprego federal de “enfermeiro”, quando não se fazia diferença nenhuma entre as categorias. E foi aprendendo com a necessidade de cada dia, […]

Desproporção

Nós queríamos educação de qualidade, mas a solução veio com as armas ! Queríamos uma sociedade mais justa, onde as pessoas não tivessem seus sonhos furtados por quem lhes deveria garantir e efetivar direitos. Olho com muita tristeza, a desproporção entre quem tendo tudo desperdiça. Enquanto uma grande parcela míngua, outra nada na ganância e […]

Vivência de 48 anos

São histórias. Todo mundo tem as suas. Hoje, vou contar para vocês sobre o meu casamento, e dois anos depois a nossa maior aventura. De mudarmos para uma cidade imaginária. Num lugar chamado Território Federal de Rondônia. Como nos filmes de ficção. E vamos lá.

Transver a vida

Ali um monte de bêbados na praça. Não longe, os hippies, jogados sobre mantas no chão, tecem bijuterias, mostruários expostos, barbas e cabelos a lá Bob Marley, vidas e opções alternativas. A vida se armando do jeito de cada um. Esticar o olhar distante, sem fios, sem causa, de se pensar em quase nada. E […]

Ainda do mesmo jeito

O gin me trouxe enorme sensação. ele, água tônica, hortelã, limão. aos goles lentos, ouvindo jazz  escolhidos por Rui Castro. em devaneios me deixei levar. fiquei deitado, coberto, somente o pensamento deixei de fora, curtindo o de que mais necessitava – a leveza do ser ainda humano, num país, infelizmente, desajeitado. hordas humanas  abrigam beirais […]

Teimosa paixão

Há tantas palavras em teus olhos que é anulado o silêncio insistente em tua boca. Que teimosa paixão adentra meu peito! Colecionadora de ilusões atrozes, dona de infundado sentimento ! Confesso aquilo que já não cabe no peito, agora transcendental e lúdico. Não me curte ilusões doces até que as possa incorporar. Estava flutuante até […]

tudo ou nada

há buracos negros no universo, funil de forças que transfixa o nada há buracos negros nas pessoas, plantas e animais que não conseguimos explicar pelas leis da física há puxões invisíveis entre os corpos, nos olhares, nos abraços mesmo com todas as divergências há aparente equilíbrio que não é a realidade porque não conseguimos entender […]

a rua dura

andei  hoje na rua na minha dura rua viva  e coletiva sentindo o seu cheiro abstrato fui subindo os contornos  que as esquinas mostram lá dentro de mim, não sei onde estava você sentada de soslaio me acompanhava serenamente como se tivesse, apenas, olhos acesos quando retornei o dia havia irrompido mesmo assim, você em […]

Sombra viva

fulgurosa sombra viva, que no torpor nunca termina, sendo clara avança resplandecente, entre folhas, entre sóis, não encontro dentro de mim a sua cor misteriosa, diferente de todas até então conhecidas. salvo-me por milagre ao encontrar as espirais do seu corpo liso. ao toque sutil a minha viagem não termina, enquanto não navegue em mares […]