Confúcio Moura
Médico, escritor, cronista
educador e apaixonado por Rondônia

O presidencialismo perdeu poder

Hoje, o Brasil é semipresidencialista. Significa que o Presidente da República não tem mais aquele poder de decidir. Primeiro, o Presidente tem pouquíssima margem no Orçamento. 95% dos recursos são de caráter obrigatório. São transferências para Estados e Municípios. Pagamentos dos salários dos funcionários, dos aposentados, bolsa família, benefícios continuados e por aí vai. Sobra […]

Um novo PPA

O PPA (plano plurianual) deve ser feito e aprovado pelo Congresso Nacional este ano. É um plano estratégico que deve ser executado ao longo dos próximos quatros anos. Ele definirá as estratégias sérias e planos para um tempo específico. Aqui, no Brasil, nunca foi levado a sério. Cumpre-se a formalidade, num copia e cola, quase sempre, […]

As creches inacabadas

O ex-Senador Beni Veras, há muitos anos atrás, correu o Brasil de Norte a Sul, fazendo um levantamento das obras inacabadas no Brasil. O seu relatório foi publicado em seis volumes. Mostrando há mais de vinte anos, o relaxo do Governo Federal (também dos estaduais) com elefantes-branco esparramados por este país continental. Não adiantou nada […]

E o aluno como fica?

Como estou licenciado, não farei comentários sobre o Orçamento Geral da União (OGU), porque não participei da votação dele, mesmo sabendo da sua importância como peça fundamental das previsões de recursos. Claro que se deve distribuir o dinheiro arrecadado dentro das prioridades do povo. O Orçamento visa o atendimento do interesse público. O Poder Executivo […]

É GOLPE?

“Seus dias estão contados!”… “Não tarda que eu atenderei a vontade do povo!” Vocês podem estar achando que tudo não passa de bravata. Mas, eu não estou!  O discurso de que todos estão contra… E que a moral e os bons costumes estão acima de tudo… muitas ameaças… muitas intimidações. Foi deste jeito que o […]

O voto online no Congresso

A crise sanitária, pelo coronavírus, foi o argumento mais forte para que o Senado viesse a colocar em prática, a toque de caixa, o voto remoto. Voto remoto, significa, que o senador (ou senadora) pode votar de onde estiver, desde que tenha uma pauta divulgada, com antecedência, e o horário certo para a sessão deliberativa. […]

O NOVO ATIVISMO DO CONGRESSO

Não basta, simplesmente, construir leis. Uma lei sobre a outra, inútil, como tijolo suspenso em barbante, ao léu do vento. E o Congresso Nacional parece se bastar na “construção de leis”, como se elas, por si mesmas, resolvessem tudo que vem se amontoando em atraso, pobreza, desigualdade… como se, assim, fosse um país que vivesse […]