Confúcio Moura
Médico, escritor, cronista
educador e apaixonado por Rondônia

Abençoado chocolate (Bendito cacau)

É domingo de Páscoa, os cristãos comemoram a ressurreição de Cristo fervorosamente. Junto ao evento, o costume de se presentear amigos com “ovos de chocolate”- ovos de páscoa. Eu fiquei imaginando o que poderia significar oferecer justamente o chocolate nessa data religiosa. Poderiam ser outros presentes? Não. É o chocolate. O mundo come muito chocolate. […]

TEMÍSTOCLES MAIA – UM TRONCO DE ITAÚBA

Na escravidão brasileira, o tronco era o local onde se prendia o negro, para o impiedoso castigo. O meu tronco aqui nem são células de verdade, são organismos, gente de valor, madeira de lei, novamente, madeira de lei. Em Ariquemes tem muita gente que é madeira de lei. Foram aqueles movidos pela ousadia, pela aventura, […]

Malafaia x Tinoco x excomunhão

Ariquemes, 8 de março de 2009 Confúcio Moura Malafaia é peça rara. Em extinção. Ele pisa no calo do crente sem dó nem piedade. Tem hora que faz o outro baixar a cabeça com sua verdade dura. Ele mexe com o brio humano. Põe em xeque-mate a fé de muita gente. I Coríntios 13 “ainda […]

Bia Goulart – “apareceu a margarida”

Bia Goulart sumiu. Depois de quatro anos deu sinal de vida. Gracias.  Ela que é arquiteta devotada a um modelo pouco trivial, a de construtora de uma educação inclusiva, tanto em prédios como em humanidade. A escola humana, que aponte um rumo igual para todos. Como cheguei a ela, numa cidade tão grande como São […]

Domingada (24.10.2021)  

  Lá vou eu descendo a rua. Tem hora que tem subida. Quando dobrei a curva, nem era dia completo, mas o sol resolveu botar a cara de fora antes da hora. Este negócio de fuso horário deve ter alguma combinação com os astros. Fotografei a Avenida JK, as árvores cresceram muito e se fecharam […]

O Secretário do nada

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) de Ariquemes tinha uma turma fiel. A gente vinha atravessando o período de ferro da vida brasileira. A ditadura militar queria esganar o MDB. Qual seria a importância do partido em Ariquemes naquele tempo? Um milímetro acima de zero. Mas, assim mesmo, a gente gostava de fazer oposição. Achava gostoso […]

Peripécias de Mister D.G.

Cara, nem vou falar pra vocês quem é de verdade Mister D.G., isto para não caçar encrenca. O homem ainda está vivo e sadio. Ele fazia parte da tropa de choque do MDB de ferro. Chegamos ao ponto de termos um jornalzinho quinzenal em Ariquemes só para falar mal do Amorim (ex-prefeito). O jornal chamava “Câmara […]

A cidade em movimento

Assistir uma cidade nascer, é como o nascimento de um filho. É construir história e ver as gerações se cruzarem, entre mortos e nascidos incrustam-se nela memórias. É a memória que basta e fica. Porque a cidade é sua gente. Nada mais que isto. A sua construção exige um esforço coletivo. Quando tudo era silêncio […]

A crônica do fim do mundo

As verdades mudam. As mentiras também. No decorrer do tempo verdade e mentira misturam-se como as cores do arco-íris. E transformam-se num branco. Não há verdade absoluta. Ariquemes vinha andando nas asas dos sonhos. Era um vilarejo. Damião Prandini não era médico. Nem sei o que foi na sua juventude. Ele e o José cuidavam […]

O “sistema”

Nada melhor do que caminhar pela madrugada e ir deixando as conversas fluírem, sem ponto, nem vírgula. Ao final, resumir os pontos fortes. Porque na fluência das falas soltas sempre se tira algum proveito. Acordei cedo, às 4h40, dia 11 de julho, domingo, e fui me encontrar com Gilvan, no centro de Ariquemes. E fomos […]