Confúcio Moura
Médico, escritor, cronista
educador e apaixonado por Rondônia

Os jovens e o futuro do Brasil

A democracia é o modelo político que dá mais voz aos cidadãos por meio das eleições. Levando isso em consideração, em um contexto de ano eleitoral no Brasil, observa-se uma falta de interesse na política por parte dos mais novos eleitores. A participação dos jovens na política é a maneira mais eficiente de garantir um […]

Dia do Trabalhador

Neste primeiro de Maio, após tantos desafios impostos a nós por um vírus que interrompeu histórias, que mudou o curso das nossas certezas, que desmantelou a economia, que nos deixou de luto, serviu também para revelar que, apesar da era tecnológica em que vivemos, a estupidez humana ainda é um grande mal: a capacidade de […]

Educação: recuperar o aluno e o tempo perdido

É um desafio e tanto para o Brasil, o de recuperar os dois anos perdidos pela pandemia, com escolas fechadas e ensino remoto bem dificultoso para milhares de alunos. Francamente, não sei falar para vocês por onde começar.  Mas, como se diz, é começar começando. Pegando a onça pela orelha mesmo. O bom mesmo é […]

Historinhas

Tem alguma vantagem em ser velho. A vaga para o carro escrito na tabuleta “vaga para IDOSO” em letra maiúscula. Pagar meia entrada em eventos, cinemas, teatro, shows. Pode-se ter alguma tolerância com as naturais distrações. A irritação que se causa nos outros, com os esquecimentos. No ônibus você morre de raiva, mas, fica em […]

Profissões do presente e futuro

Assim como a Marta, menina pobre, que acabou de fazer 18 anos, concluiu o segundo grau, está às voltas com um oceano de dúvidas. Há também milhões de jovens neste nosso Brasil varonil. Ela fica girando em torno de si e seus ideais, o de fazer o curso de medicina, mas, quando pensa na concorrência […]

O lixo e as flores

O título é bom para se mostrar contrastes. Para dizer que o ciclo das coisas não para. Que uma coisa vira outra. Que a vida é passageira. Que o lixo já esteve nas mesas. Que já fez parte dos objetos da casa. Que se desfez. Ressuscita em flores jubilosas. Que os andrajos são humanos andantes […]

O mogno da vida

Quando Jorge Elarrat foi Secretário de Educação, idos de 2011, ele pediu a cada diretor que plantasse uma muda de mogno na escola. Ali por perto, no terreiro. Mogno é árvore que produz madeira de lei, nobre, cara. A árvore iria crescendo, seria grande, o professor olharia pra ele. O aluno também. Os moradores do […]

A escada rolante

A escada rolante da rodoviária de Brasília está quebrada pela enésima vez. Velhos andrajos, cadeirantes, penam para subir degrau a degrau ou carregados. Acabou-se o romantismo da rodoviária. Não é mais a atração turística de anos atrás. O banheiro sujo, como sempre, o rabisco erótico na parede. Nada feito. Cadê Nicolas Behr com seus poemas […]

As coisas desimportantes

Abro o computador, sem nenhuma ideia. Fico olhando a tela. Fecho os olhos e respiro fundo. Como escrever alguma coisa importante, neste momento, sem ter nenhum plano? Parece um paradoxo, com tanto tema que nos invade a cada segundo e cada um deles, por si só, seria o suficiente para um belo texto. Deixemos de […]

Ilca – “Solamente una vez”

Minha prima Ilca me enviou a belíssima música, que será eterna, porque tem uma doçura maior que o tempo e se encaixa em qualquer coração. Ainda mais cantada com Julio Iglesias e Roberto Carlos, que se juntam num só e flecha o tempo, como uma cápsula sagrada. Como somos sertanejos, vindos do Brasil profundo. Onde […]