O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 56

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 56

Estou escrevendo esta série – “salto no escuro” e estava me esquecendo de fazer aqui uma homenagem, bem especial. Não vou entrar aqui em querelas políticas, nem de eleições vindouras. Por justiça, louvar aqui tardiamente, as iniciativas do governador João Dória.

Ele foi o primeiro político, falo de Governador para cima, que trabalhou para ter uma vacina no Brasil. Isso foi feito, em parceria com a farmacêutica chinesa SINOVAC-BUTANTAN, na pesquisa conjunta da CORONAVAC. E o homem que tem planos e coragem – faz. Ele fez.

Quando chegou em outubro a vacina já estava na fase III da pesquisa. Ousadamente, visionário como é, anunciou que iniciaria a vacinação da população paulista no dia 25 de janeiro, e tocou o projeto. Ele tocou pra frente o seu propósito. E foi andando.
Dia 25 de janeiro ele iniciou a vacinação em São Paulo.

Com todas as dificuldades políticas e a oposição que um grande projeto não deveria ter. Ele teve. Não preciso aqui citar fatos, ofensas, críticas que sofreu. O certo é que a CORONAVAC que foi tanto atacada é hoje quem nos salva. De cada dez brasileiros vacinados, até agora, nove receberam a vacina do Butantan.

Ninguém duvida da capacidade técnica do Butantan. Nem de sua longa folha de serviço ao país em pesquisa e produção de soros, vacinas e outros produtos farmacêuticos.
Parabéns, Dória!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *